MASTIGAÇÃO E FALA

A mastigação faz parte de um importante processo para o desenvolvimento craniofacial, isso porque ao triturar os alimentos, os ossos e os músculos da face são ativados de forma coordenada para a preparação do bolo alimentar e consequente deglutição.

A musculatura e os ossos que compõem a cavidade oral são únicos tanto para o mastigar quanto para o falar. Durante a mastigação, os estímulos de toda musculatura ajudarão a desenvolver os movimentos articulatórios precisos dos fonemas da fala. Por esse motivo, é tão importante a introdução de alimentos sólidos para a criança desde pequena.

Por volta dos 7 meses, quando começam a nascer os primeiros dentes, inicia-se o desenvolvimento da mastigação. Mesmo não apresentando os dentes posteriores, o contato das gengivas exercita a mastigação. É muito importante que a alimentação seja variada em consistência e textura, e que os pedaços dos alimentos sejam aumentados aos poucos para que tal desenvolvimento seja gradual, contínuo e eficiente.

Crianças que se alimentam exclusivamente de dieta pastosa, liquidificada ou peneirada podem apresentar hipotonia muscular da face e, consequentemente, apresentar dificuldade na emissão dos fonemas da fala, comprometendo a comunicação.

Lembre-se: criança que não come bem, não fala bem.

Dúvidas para: fgafernanda@gmail.com

FERNANDA FERREIRA – CRFa 11161
Bacharel em Fonoaudiologia pela UFRJ, Pós-graduada em Psicomotricidade pela UCAM, Mestre em Psicologia pela UFRJ.
Telefone: 8152-9333 / 7852-0977

P A T R O C I N A D O R E S
Quem Somos | Fale Conosco | Anuncie Aqui
© Copyright 2013