A PSICOMOTRICIDADE

A Psicomotricidade tem por objetivo levar a criança a pensar antes de agir e a agir para organizar o pensamento. Nessa relação cíclica, desenvolvem-se os seguintes conceitos:

- Tonicidade: é o início de tudo. É o fator fundamental para a Psicomotricidade. Existem 2 funções do músculo: a de repouso e a de atividade, e tais funções devem estar compatíveis com a atividade proposta;
- Equilíbrio: é a capacidade que nos permite ficar em pé, caminhar, saltar etc;
- Lateralidade: é a propensão que o ser humano possui de utilizar preferencialmente mais um lado do corpo do que outro em 3 níveis: mão, olho e pé o lado dominante apresenta maior força muscular, mais precisão e mais rapidez. O outro lado auxilia a ação. Os dois lados trabalham de forma complementar;
- Esquema corporal: consciência do corpo como meio de comunicação consigo mesmo e com o meio;
- Imagem corporal: relação que temos de nós mesmos com o nosso corpo, em constante construção;
- Estruturação espacial: é o saber da posição de si próprio no espaço, em seguida, da posição dos objetos em relação a si mesma e, por fim, aprende a perceber as relações das posições dos objetos entre si;
- Estruturação temporal: é o coordenar o corpo em um determinado espaço em função de um tempo determinado. É a orientação temporal que lhe garantirá uma experiência de localização dos acontecimentos passados e uma capacidade de projetar-se para o futuro, fazendo planos e decidindo sua vida;
- Coordenação motora ampla: através da experimentação e movimentação, o indivíduo procura seu eixo corporal, adapta-se e busca equilíbrio cada vez melhor. Dessa forma, coordena os movimentos, conscientiza-se do seu corpo e de suas posturas; e
- Coordenação motora fina: diz respeito à habilidade e destreza manual. É necessário que haja também um controle ocular, ou seja, a visão acompanhando os gestos da mão. Chamamos a isto de coordenação óculo-manual ou visomotora, a qual é fundamental para a escrita.

Por meio da psicomotricidade, profissionais habilitados na área podem educar ou reeducar uma criança. Na educação psicomotora, crianças são estimuladas à atividade motora. Enquanto na reeducação, crianças que apresentam alguma deficiência, transtorno ou atraso no desenvolvimento passam por intervenções específicas que ajudem no seu desenvolvimento.

Dúvidas para: fgafernanda@gmail.com

FERNANDA FERREIRA – CRFa 11161
Bacharel em Fonoaudiologia pela UFRJ, Pós-graduada em Psicomotricidade pela UCAM, Mestre em Psicologia pela UFRJ.
Telefone: 8152-9333 / 7852-0977

P A T R O C I N A D O R E S
Quem Somos | Fale Conosco | Anuncie Aqui
© Copyright 2013