Fonoaudiologia na cirurgia ortognática

Uma das áreas de atuação da Fonoaudiologia é a Motricidade oral, onde a atuação tem por objetivo adequar as funções estomatognáticas de respiração, mastigação, deglutição, sucção e fala.

Contudo, estruturas faciais em desarmonia, sejam elas ósseas ou dentárias, levam a um desequilíbrio oromiofuncional.

Em alguns casos, onde há grande desequilíbrio oclusal, bem como grandes desproporções ósseas, a cirurgia ortognática é eleita.

O fonoaudiólogo, então, atua com o intuito de reorganizar o funcionamento muscular para que as funções estomatognáticas sejam realizadas de forma harmônica. Isto porque por serem funções de cunho automático, os padrões anteriores à cirurgia, como a mastigação realizada de forma vertical, por exemplo, pode permanecer.

Além disso, é relevante explicar que no pós-cirúrgico, a pessoa submetida à cirurgia apresenta redução na mímica facial e fala imprecisa. Além disso, há perda de sensibilidade, o que pode levar a uma postura inadequada dos lábios tanto em repouso quanto durante a realização das funções orais.

Portanto, trata-se de um processo longo, mas que com dedicação e persistência do cliente, é possível conseguir excelentes resultados.

Dúvidas para: fgafernanda@gmail.com

FERNANDA FERREIRA – CRFa 11161
Bacharel em Fonoaudiologia pela UFRJ, Pós-graduada em Psicomotricidade pela UCAM, Mestre em Psicologia pela UFRJ.
Telefone: 8152-9333 / 7852-0977

P A T R O C I N A D O R E S
Quem Somos | Fale Conosco | Anuncie Aqui
© Copyright 2013